É hoje!

Hoje decidi que a publicação desta semana seria adiantada de quarta para hoje, e porquê? Porque hoje fazemos um ano de casamento! ❤

Há um ano atrás era eu que estava na entrada da igreja com o coração aos saltos e o Tiago esperava-me com um enorme sorriso e imensas lágrimas no rosto! Foi um dia fabuloso, tão fabuloso, passei meses a repeti-lo na minha cabeça, foi tudo perfeito, muito melhor que as expectativas! Senti-me uma princesa mas mais que tudo senti-me mesmo próxima e feliz com o Tiago! Logo na igreja quando finalmente cheguei junto dele (foi um caminho muito atribulado passar no corredor da enorme Sé do Porto com o meu pai e o vestido enorme eheh!!), não o conseguia largar mais, não vi ninguém enquanto entrava, só o via a ele e depois agarrei-o e ele a mim sem largar!! Foi um dia fantástico e que adorei passar e sei que agora só dias melhores ainda me esperam! Foi um fantástico início de uma vida plena a dois!

Foi um ano de muitas aventuras, bastantes aventuras. Sabem, foi o nosso casamento o mote para começarmos tudo isto. Há imenso tempo que queríamos seguir o nosso sonho de sermos fotógrafos em full time mas tínhamos medo de avançar. Quando ficamos noivos em 2016 foi quando percebemos que era o momento! A melhor forma de começar uma vida a dois seria esta e está a ser fantástico. Por isso, por nós largamos tudo e fomos de cabeça!
Hoje também fazemos 9 anos e meio de namoro. Muitos anos ao lado do meu melhor amigo que sempre me apoiou em tudo! Este marco foi importante na data mas não o mais importante. O motivo mais importante é bastante pessoal e não o quero partilhar mas quando vimos no calendário que coincidia com o nosso aniversário de namoro vimos que era um sinal que era o dia certo!

E sim, estou a fazer batota e não estou a escrever isto exactamente hoje, adiantei-me um pouco, mas hoje o dia é para nós. No dia vivemos o nosso amor com as pessoas que nos são mais próximas e hoje vamos vivê-lo a dois e com os restos do nosso bolo ehehe.

Deixo-vos com uma fotografia da nossa lua de mel.

Sejam felizes e até já!

IMG_0967-Editar

Anúncios

Algumas ideias para as lembranças de casamento

Ah, as lembranças! Aquele item que se vai deixando para o fim sem termos ideia do que deve ser. Hoje fizemos este post para vos ajudar um pouco na escolha da vossa lembrança.

Quando o casamento acaba, vocês querem que as pessoas levem algo com elas que as vai lembrar daquele dia épico! As escolhas são muitas e vocês apenas têm de seleccionar a certa para vocês.

Em primeiro lugar, podem partir do vosso tema de casamento ou de algum hobby que tenham para dar o mote à lembrança. Assim terá ligação a vocês e ao vosso casamento.

Existem diversos tipos de lembranças pelas quais podem optar:

  • objectos decorativos;
  • comestíveis – geleias, chocolates, guloseimas;
  • úteis – porta-chaves, velas;
  • solidárias – doações a associações com causas que vocês apoiam;
  • ecológicas – sementes para serem semeadas, suculentas, sacos ecológicos com gravação.

As ideias são muitas, vocês devem seguir pela qual achem mais apropriada.

Há um factor em que devem também ter atenção. Já deram conta de quantas vezes trouxeram uma lembrança de uma festa e esta foi parar ao fundo da gaveta? Se calhar não querem que isso aconteça com as vossas por isso tenham isso bem presente.

Com certeza que a ideia vai surgir e não desesperem!

CasamentoD&D-532

Dia da Mãe

Hoje aproveitamos o facto de ser a semana que iniciou com o dia da Mãe para falarmos das nossas Mães!.

Maio, para além do mês das noivas, é também o mês das mães! Para mim, sempre vi o mês de Maio assim porque a minha mãe faz anos logo de início e sempre associei a chegada de Maio com os festejos dos anos dela que se juntavam logo ali com o Dia da Mãe e é sempre uma festa a dobrar!

Por isso, aproveito o dia de hoje para dar parabéns a todas as mães que desde sempre acompanharam os seus filhos em todos os momentos! Parabéns mães por serem quem são!

IMG_7953 (2).jpg

Estou noiv@ e agora?

Em primeiro lugar, após um noivado o importante é relaxar e aproveitar o vosso novo estado a dois! Não há razões para começar a panicar!

Quando ficam noivos devem começar por definir as vossas prioridades para o vosso casamento e aqui a palavra-chave é mesmo vosso, não existem regras a seguir. Que tipo de casamento pretendem, que serviços são mais importantes para vocês, que serviços para vocês são menos importantes, em que altura do ano gostavam que fosse, quem gostariam que esteja presente…. as prioridades são o ponto-chave e procurem que seja feito apenas por vocês em casal. A partir daí podem definir o vosso orçamento e, se possível, pensar no orçamento para cada área.
O orçamento é o passo mais importante pois será por onde se vão guiar. Com ele podem saber quanto podem gastar em cada serviço, podem também guiar-se em termos de valores a colocar de parte e durante quanto tempo, entre outras coisas.
Tudo isto irá ajudar-vos a chegar a um passo muito importante: definir a data!
A data é algo bastante importante antes da contratação de qualquer serviço. Aqui as vossas prioridades irão ajudar-vos. Por exemplo, se querem apostar no local e o local que querem é muito concorrido, podem ter menos escolha na data ou ter de esperar mais tempo. Pensem com calma na data pois é essencial para todas as escolhas que se fazem de seguida. A partir daí sigam as vossas prioridades e tudo será fácil.
Se querem estar mais relaxados e com certezas que tudo corre bem, aconselho a procurarem ajuda, por exemplo de uma wedding planner, que vos pode guiar e ajudar em todo o planeamento do vosso dia.
Não se esqueçam que é um dia memorável e que só acontece uma vez. É um dia que querem recordar para sempre mas também que é apenas um só dia. Planeiem de forma a ser o VOSSO dia, que reflicta o que vocês são, o que gostam e o que vos faz feliz. O mais importante no meio disto tudo é relaxar e aproveitar todos os momentos de planeamento do dia que vai marcar o início de uma vida inteira a dois. E acreditem, vale bem a pena!!
IMG_1540

A importância da impressão de uma fotografia!

Aqui há dias em arrumações com a minha tia encontramos umas fotografias do meu bisavô quando ele era pequeno. Quando vi aquelas fotografias com mais de 100 anos na minha mão fiquei petrificada. O meu bisavô morreu quando eu tinha um ano e pouco e a única imagem que guardo dele é de um momento do qual tenho um fotografia no colo dele, acho que associei o momento à fotografia e nunca mais me esqueci daqueles segundos com os meus bisavós.

Foi naquele momento, com aquela descoberta que me apercebi da magia da fotografia! Tinha na minha mão uma impressão com mais de 100 anos, em que o meu bisavô tinha 5 anos e estava com os seus pais (meus treta-avós), a irmã e o cão deles, e era no estúdio de um fotógrafo! Acho que ia adorar ver a máquina que foi usada!

E com esta descoberta decidi que hoje apetecia-me falar um pouco mais desta magia! Hoje em dia, a fotografia para nós é pegarmos naquele dispositivo que temos no bolso e zás, já está. E depois fica ali um ficheiro guardado algures com muitos 0 e 1 e a a vida continua. Não há aquela emoção de fazer achados e muitas vezes o ficheiro fica ali perdido para sempre. A impressão tem caído em desuso com muita pena minha. Se me deixassem tinha a casa forrada a fotografias, a momentos, a activadores de memória!

É por guardarmos estes pensamentos que procurámos ter sempre impressões associadas aos nossos trabalhos. Queremos que os vossos netos e bisnetos, e por aí em diante, peguem nas vossas fotografias e sintam aquele momento! Queremos perdurar esta magia! Para além disto, quando se vê aquele momento impresso, uma fotografia, é totalmente diferente. Nasce ali uma emoção fantástica. Vejo esta magia a acontecer tantas vezes. Sempre que entregámos um álbum a frase é: “É tão diferente ver impresso!”. Ninguém sabe explicar porquê, mas toda a gente sente que é diferente.

É por isso que aconselho a todos, ponham os vossos melhores momentos em suporte impresso, vejam-nos a ganhar vida, cor e emoção!

IMG_1599.jpg

Perspectiva feminina versus perspectiva masculina

Estes dias, em conversa com um dos nossos casais, disseram-nos que a nossa conjugação entre a perspectiva feminina e masculina era fantástica. Na realidade, nunca tínhamos pensado muito nisso e em como se torna uma componente do nosso trabalho.

Como desde sempre evoluímos juntos na fotografia acho que não pensamos como isto acontece. Realmente sou muito apaixonada e bastante emotiva a fotografar e deixo-me muito fluir com o momento e o Tiago é muito mais preocupado com o aspecto técnico. Como fotografamos juntos procuramos conjugar esta diferença derivada da nossa biologia procurando pôr um pouco de cada um no outro, e penso que cada vez mais esta simbiose funciona.

No nosso dia a dia, avaliamos enquadramentos juntos, mesmo sem maquina na mão. Trocamos muitas ideias que nos surgem e como olhamos para muitas situações e momentos. Esta conjugação de perspectivas penso que seja bastante enriquecedora para o nosso trabalho e realmente acho que é algo que nos fortalece.

É fantástico fotografar ao lado de um homem que é o nosso melhor amigo e que compreende como pensámos e que facilmente consegue perceber a visão que estamos a ter daquele momento.

CNV000015.JPG

As feras cá de casa

IMG_9315

Cá em casa os habitantes felinos ganham! Temos cinco lindas gatinhas e o nosso machão Risquinhas. Todos são uns felinos com uma personalidade muito vincada e cada um com umas manias muito próprias. A Sally é a boss cá de casa, mantém tudo em controlo e tem de estar sempre no melhor spot, é uma gata com uma personalidade dupla que tanto esta a resmungar como cheia de mimo e na realidade é a que mais procura estar connosco, não gosta mesmo de estar um minuto sozinha, e facilmente amua se não for a primeira a ter colo quando chegamos ou quando estamos do outro lado de uma porta e não a deixámos passar. Depois temos a Peregrina que reina juntamente com a Sally, é uma gata muito mimalha, mesmo muito e em segundos está a ronronar, é a nossa gata-cão uma vez que se chama por ela e ela vem SEMPRE! É também a gata que mais asneiras faz, tipo afiar unhas em tudo, como mandar cenas ao chão à nossa frente, só porque sim!! É também uma das vozes principais no pedido de comida, basicamente está sempre com fome!!! Quem vem cá a casa deve achar sempre que não lhe damos de comer, é uma vergonha xD. O companheiro desta demanda de pedir comida é o Risquinhas o nosso gato que se pode definir como um autêntico morcão! Assusta-te com tudo, anda sempre a espreitar tudo e adora estar sempre a miar a pedir mimo e depois foge! Na realidade quando nos apanha mais parados no sofá ou na cama vem deitar-se a nossa beira e é um autêntico mimado, temos é de ser pouco bruscos nos movimentos e aí ele depois só quer festas!! Depois temos a mana dos Risquinhas, a nossa Matilde! A Matilde é a nossa bolinha, é uma autêntica preguiça, passa horas e horas a dormir e não chateia ninguém, mas o resto do pessoal todo felino de casa gosta de pegar sempre com ela, sempre que esta decide passear-se um pouco, mas na realidade acabam sempre a brincar. O habitual é encontra-la sempre com o mano a dormir, são mesmo inseparáveis! Depois temos a Riscas, a mamã deles, que é uma gata muito independente, nota-se mesmo bastante o facto de ter sido a única gata que temos que já viveu meses na rua, os restantes vieram muito pequenos, e gosta muito de miminho, e quando o quer vem ter connosco. Normalmente de manhã e à noite é certinho estar no nosso colo! Também começa a ronronar em milésimos de segundo! Depois temos a nossa Lucky uma autêntica guerreira que infelizmente por ser fiv positiva não pode conviver com a restante população felina. É uma autêntica mimalha e adora atenção e também tem um pouco dos traços de morcão do Risquinhas apesar de não terem ligação biológica!

Para controlar toda esta população felina (ou não loooool) temos o nosso cão Tobias. O nosso Tobias é um cãozinho lindo mas completamente passado, atira-se a toda a gente e não consegue ficar farto de mimo! Deita-se a pedir festas e nunca fica satisfeito! E como a população de feras machos cá de casa é um autêntico morcão, tem medo de tudo principalmente da população felina!

São estas as nossas feras! Se são muitos? são, mas nem sequer imaginamos a nossa vida sem nenhum deles. São a nossa família, a nossa companhia, as nossas feras e nos adorámo-los!!