Os gatos e a gravidez

50478012_379222286228592_581838944711213056_n

Como sabem, temos 5 felinos cá em casa que convivem diariamente connosco e um habitante canino. Desde que anunciámos a gravidez que é difícil não existir um dia em que nos perguntem “E como vão fazer com os gatos?”. Obviamente que não vou fazer nada, já estamos fartinhos desta pergunta! Os nossos miaus são também nossos filhotes e sabemos que há alguns cuidados a ter e que temos. Uma das coisas importantes que fizemos desde que decidimos engravidar foi decidir que seria apenas o Tiago a tratar das areias dos miaus, mais nada é necessário mudar.

Como não sou imune à toxoplasmose, toda a gente fala logo dos gatos mas mesmo como bióloga sei que o risco de apanhar toxoplasmose é muito mais elevado a comer saladas mal lavadas ou carne e peixe mal cozinhados. Por outro lado, um gato, se estiver contaminado com toxoplasmose, apenas a expele duas vezes na sua vida, ou seja, as probabilidades são mesmo baixas. Para além disso é mais provável um gato de rua estar contaminado, e nós apenas temos uma gata que foi gata de rua durante 5-6 meses. Conclusão, tal como tenho o cuidado de não limpar a areia deles e como é obvio não vou comer as fezes deles, tenho também que não comer saladas não lavadas, carne crua, peixe cru…. Os gatos são o menor dos problemas na realidade. Tenho muito mais medo ao comer fora de casa de contaminações cruzadas com uso dos mesmos utensílios em comida cozinhada e crua, etc. Mas isso são cenas de bióloga e não podemos pensar muito nisto tudo se não não se descansa a gravidez toda. Lavar sempre as mãos e ter cuidado adicional e atento é essencial.

Por outro lado, e os gatos e o facto de haver gravidez? Inicialmente não notámos diferença comportamental, mas por volta do 3º mês de gravidez sentimos que passavam mais tempo perto de mim que o normal, mas como já passam normalmente muito tempo connosco é difícil avaliar, mas foram pequenas coisas. De qualquer forma, estamos a senti-los muito normais e já estamos a pensar como vamos apresentá-los ao bebé. Estamos a deixa-los explorar as coisinhas do bebé e sabemos que a convivência deles com ele vai ser muito boa para evitar alergias futuras e tudo isso, claro que sempre supervisionados.

Notem que tudo aqui descrito é a nossa opinião pessoal e que apenas queremos deixar claro algumas coisas que as pessoas pensam ser verdade que não o são. Podem existir algumas incongruências científicas neste texto.

Anúncios

As feras cá de casa

IMG_9315

Cá em casa os habitantes felinos ganham! Temos cinco lindas gatinhas e o nosso machão Risquinhas. Todos são uns felinos com uma personalidade muito vincada e cada um com umas manias muito próprias. A Sally é a boss cá de casa, mantém tudo em controlo e tem de estar sempre no melhor spot, é uma gata com uma personalidade dupla que tanto esta a resmungar como cheia de mimo e na realidade é a que mais procura estar connosco, não gosta mesmo de estar um minuto sozinha, e facilmente amua se não for a primeira a ter colo quando chegamos ou quando estamos do outro lado de uma porta e não a deixámos passar. Depois temos a Peregrina que reina juntamente com a Sally, é uma gata muito mimalha, mesmo muito e em segundos está a ronronar, é a nossa gata-cão uma vez que se chama por ela e ela vem SEMPRE! É também a gata que mais asneiras faz, tipo afiar unhas em tudo, como mandar cenas ao chão à nossa frente, só porque sim!! É também uma das vozes principais no pedido de comida, basicamente está sempre com fome!!! Quem vem cá a casa deve achar sempre que não lhe damos de comer, é uma vergonha xD. O companheiro desta demanda de pedir comida é o Risquinhas o nosso gato que se pode definir como um autêntico morcão! Assusta-te com tudo, anda sempre a espreitar tudo e adora estar sempre a miar a pedir mimo e depois foge! Na realidade quando nos apanha mais parados no sofá ou na cama vem deitar-se a nossa beira e é um autêntico mimado, temos é de ser pouco bruscos nos movimentos e aí ele depois só quer festas!! Depois temos a mana dos Risquinhas, a nossa Matilde! A Matilde é a nossa bolinha, é uma autêntica preguiça, passa horas e horas a dormir e não chateia ninguém, mas o resto do pessoal todo felino de casa gosta de pegar sempre com ela, sempre que esta decide passear-se um pouco, mas na realidade acabam sempre a brincar. O habitual é encontra-la sempre com o mano a dormir, são mesmo inseparáveis! Depois temos a Riscas, a mamã deles, que é uma gata muito independente, nota-se mesmo bastante o facto de ter sido a única gata que temos que já viveu meses na rua, os restantes vieram muito pequenos, e gosta muito de miminho, e quando o quer vem ter connosco. Normalmente de manhã e à noite é certinho estar no nosso colo! Também começa a ronronar em milésimos de segundo! Depois temos a nossa Lucky uma autêntica guerreira que infelizmente por ser fiv positiva não pode conviver com a restante população felina. É uma autêntica mimalha e adora atenção e também tem um pouco dos traços de morcão do Risquinhas apesar de não terem ligação biológica!

Para controlar toda esta população felina (ou não loooool) temos o nosso cão Tobias. O nosso Tobias é um cãozinho lindo mas completamente passado, atira-se a toda a gente e não consegue ficar farto de mimo! Deita-se a pedir festas e nunca fica satisfeito! E como a população de feras machos cá de casa é um autêntico morcão, tem medo de tudo principalmente da população felina!

São estas as nossas feras! Se são muitos? são, mas nem sequer imaginamos a nossa vida sem nenhum deles. São a nossa família, a nossa companhia, as nossas feras e nos adorámo-los!!