Os gatos e a gravidez

50478012_379222286228592_581838944711213056_n

Como sabem, temos 5 felinos cá em casa que convivem diariamente connosco e um habitante canino. Desde que anunciámos a gravidez que é difícil não existir um dia em que nos perguntem “E como vão fazer com os gatos?”. Obviamente que não vou fazer nada, já estamos fartinhos desta pergunta! Os nossos miaus são também nossos filhotes e sabemos que há alguns cuidados a ter e que temos. Uma das coisas importantes que fizemos desde que decidimos engravidar foi decidir que seria apenas o Tiago a tratar das areias dos miaus, mais nada é necessário mudar.

Como não sou imune à toxoplasmose, toda a gente fala logo dos gatos mas mesmo como bióloga sei que o risco de apanhar toxoplasmose é muito mais elevado a comer saladas mal lavadas ou carne e peixe mal cozinhados. Por outro lado, um gato, se estiver contaminado com toxoplasmose, apenas a expele duas vezes na sua vida, ou seja, as probabilidades são mesmo baixas. Para além disso é mais provável um gato de rua estar contaminado, e nós apenas temos uma gata que foi gata de rua durante 5-6 meses. Conclusão, tal como tenho o cuidado de não limpar a areia deles e como é obvio não vou comer as fezes deles, tenho também que não comer saladas não lavadas, carne crua, peixe cru…. Os gatos são o menor dos problemas na realidade. Tenho muito mais medo ao comer fora de casa de contaminações cruzadas com uso dos mesmos utensílios em comida cozinhada e crua, etc. Mas isso são cenas de bióloga e não podemos pensar muito nisto tudo se não não se descansa a gravidez toda. Lavar sempre as mãos e ter cuidado adicional e atento é essencial.

Por outro lado, e os gatos e o facto de haver gravidez? Inicialmente não notámos diferença comportamental, mas por volta do 3º mês de gravidez sentimos que passavam mais tempo perto de mim que o normal, mas como já passam normalmente muito tempo connosco é difícil avaliar, mas foram pequenas coisas. De qualquer forma, estamos a senti-los muito normais e já estamos a pensar como vamos apresentá-los ao bebé. Estamos a deixa-los explorar as coisinhas do bebé e sabemos que a convivência deles com ele vai ser muito boa para evitar alergias futuras e tudo isso, claro que sempre supervisionados.

Notem que tudo aqui descrito é a nossa opinião pessoal e que apenas queremos deixar claro algumas coisas que as pessoas pensam ser verdade que não o são. Podem existir algumas incongruências científicas neste texto.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s